segunda-feira, 6 de outubro de 2008

A ingenuidade humana!!!

Mais um do meu blog "Coisas que a Vida conta"

Engraçado perceber que somos tão ingênuos em certos momentos que, de forma tênue, venha a se acentuar em nós o sentimento infantil. É o bom de viver, sabe? Nem sempre falar de maturidade, estabelecer o óbvio e acreditar nos acreditados é capaz de fazer-nos feliz em paz, em espírito, em amor conosco mesmo.
Nesta teoria da infantilidade transparece em nós a perfeita visão do imperfeito e da busca pela perfeição. Veja bem, nem quero ser um psicólogo ou um conselheiro pessoal nesta minha página, apenas escrevo o que vêm na minha mente.
Quantas vezes você já se perguntou até quando, sendo que a resposta encontrava-se, constantemente em seus olhos e você nunca enxergara? Isso sempre deu a esperança de que duraria para sempre, fazendo com que vivesse intensamente cada momento daquilo que considerava importante por acreditar ser um plano de vida, certo?
Mas como disse, nem sempre o imortal resiste, ele pode ir... Pode ser imortal apenas em memória, mas memória de algo que foi vivido com uma paixão juvenil distintivamente do que fazemos a pensar apenas no óbvio.
Essas marcas acabam permanecendo para todo o sempre entranhadas em nossa vida, tornam-se válidas experiências, mostrando que a pressa de crescer nunca teve sentido de existir e a insistência de se lamentar torna-se desculpa perante à uma profusão de raros espetáculos na concepção adulta e leviana de que tudo tem que ser feito da maneira certa.
ERRAR TAMBÉM É VIVER... ERRAR TAMBÉM PODE SER ACERTAR!!!
Lógico que erre de forma inocente, acreditando estar fazendo o certo... Não poderá ser considerado um erro se você não sabe que é errado, tampouco é considerado pecado quando se desconhece o que é santo.
A Imagem do erro não deve ser sempre assemelhada à imagem da irresponsabilidade, pois só são responsáveis aqueles que definem em suas drásticas vidas os desacertos da sua ironia!

Fique em Paz e até a próxima postagem!!!

Ronald Luiz =D

2 comentários:

Vicmendon disse...

"Que não seja eterno . . posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure."

Nada é eterno, nem o eterno é eterno. A única coisa que pode chegar perto do 'eterno' é a lembrança, mas nem ela resiste ao tempo. O tempo é eterno. x)

juliana disse...

Sorriso como sempre querendo falar dificil.. hahahahahhahaha
bom texto,Sorriso! beeeijo meninos!