segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O primeiro Amor ninguém esquece

“Galera... esse texto foi elaborado com muito carinho, relatando a minha primeira história de amor ^^, espero que gostem!”

Eu era como todos os garotos da minha idade, tinha muitos amigos, muitas paqueras, altas curtições, viajava sempre em busca de alguma aventura... Cansado dessa vida resolvi me entregar a uma pessoa, uma garota que fizesse me sentir completo, pensava eu que seria muito fácil, mas vi que estava errado, não tive êxito em minha busca pela pessoa especial... Então voltei a minha vida inútil...
Curtição, festas, paqueras, viagens, mas eu já não tinha a mesma alegria, pois tudo isso pra min já não fazia mais sentido algum, mas mesmo assim continuei a minha vida... E foi numa aventura que conheci uma garota, até então “mais uma” acreditava eu... Nos conhecemos, uma amizade foi surgindo, mas não sei o que aconteceu comigo, o seu jeito era tão doce e encantador que quando me dei conta, estava eu apaixonado por ela.
E como eu iria expressar esse sentimento a ela, seria muita loucura, muito pouco tempo pra isso acontecer, era um suicídio dizer isso, ninguém iria acreditar nisso. Mas esse sentimento era tão verdadeiro que me fez repensar todas as minhas atitudes que tinha antes de conhecê-la.
A primeira coisa que fiz foi entregar-lhe um CD com várias músicas românticas, entre elas tinha uma na qual demonstrava tudo o que eu queria dizer a ela. “Alô galera eu parei de “zuar”, agora sou um rapaz sério, muito sério”, tudo isso sem ao menos dar um único beijo (ninguém acredita), passou se alguns dias...
Aquele rapaz que tinha muitas paqueras, festas, viagens, não conseguia mais pensar em nada a não ser na garota especial, a sua fisionomia já não saía do meu pensamento e ficou ainda mais fixa depois do nosso primeiro beijo (dia 31 de outubro de 2006 às 22h14min em frente sua casa).
Nossa... Fiquei realmente sem palavras, minha vida começou a seguir uma nova direção.
Alguns meses se passaram, e mais um momento marcante foi quando junto a seu ouvido declarei pela primeira vez EU TE AMO, já não agüentava mais segurar essas palavras, quando disse isso me senti mais leve e muito mais feliz, mesmo sem saber se ela tinha gostado ou não de ouvir aquilo, pois até então não tinha certeza nenhuma dos sentimentos dela, só pensava em conquistá-la.
Tudo aconteceu tão rápido e quando nos demos por si, já estávamos namorando, a minha felicidade era total, tudo estava indo bem, só faltava conversar com seus pais pra ficar tudo certo e que nós pudéssemos seguir nosso namoro.
Por ironia do destino, antes que nós declarar a nossa relação, umas “amigas” por algum motivo não sei qual, revelou a sua mãe com uma carta anônima sobre o nosso namoro... Foi como um balde de água fria, mas ai vi que nosso relacionamento estava realmente firme, continuamos juntos, é como diz o ditado “há males que vem pra bem”, foi então o que aconteceu, a partir do ocorrido as coisas começaram a encaminhar, e assim se deu início ao mais belos meses de nosso namoro.
Conheci a família, e conseguir cativar a todos, com isso o nosso amor foi crescendo e se fortalecendo muito rápido. Todas aquelas festas, viagens, paqueras, curtições não me fazia nenhuma falta, só a alegria de poder estar ao lado dela compensava tudo isso.
Eu nunca pensava que um dia poderíamos terminar, ainda mais com tantas juras de amor que um fazia ao outro, pensava eu que seria PRA SEMPRE, mas como dizem: “O pra sempre, sempre acaba.”, e no dia 16 de janeiro de 2008 (20h32min) pude sentir na pele o que é a dor de perder um grande amor. A dor foi muito forte, perdi muitos amigos por somente ter dedicado a ela, confesso também que não me arrependi de nada, e seria capaz de passar por tudo isso mais uma vez se fosse possível.
Hoje... Só tenho a agradecer, pois ela me fez muito bem, ao lado dela me sentir feliz e pude perceber o quanto é bom ser amado. Isso só me fez crescer como homem.

Lukas Loiro =*

4 comentários:

Vicmendon disse...

vou mudar o nome do blog pra 'homens apaixonados' sdauhdsauhuhsda
o tema eh quase sempre esse hehe

ae lek
como disse Vinícius de Moraes
"que não seja eterno, posto que é chama
mas que seja infinito enquanto dure"
num eh? ;D

Lukas Loiro disse...

paksokaskaposk
Verdade Vic, muda o nome aew ^^

Que seja Eterno...
hehehe...

Raciocínio Louco disse...

fala cara,
tem mais uma lá, e a resposta do outro.
Abraço

Thaiane disse...

Prefiro não comentar!! Sou ciumenta sabia?! rsrs
Adoro mto Loro!